Advertisement

“Foi reconhecido que houve manipulação de informação”

 E o melhor ainda deve estar para vir

 

Os advogados do Benfica, Rui Patrício e João Medeiros, fazem um “balanço positivo” e dizem que a decisão do recurso fica para depois da leitura do acórdão.

Advertisement

“Foi reconhecido que houve manipulação de informação, houve mentira e um comportamento injustificado. A rivalidade é de salutar. Agora, a rivalidade não pode ser a todo o custo.”

  • Francisco J. Marques: 22 meses de prisão com pena suspensa.  
  • Diogo Faria: 9 meses de prisão com pena suspensa.  
  • Indemnização de 10 mil euros a Luís Filipe Vieira.

Esta decisão judicial confirma perante toda a nação que os responsáveis de comunicação do FC Porto «truncaram e construíram narrativas com inverdade» com o objetivo de atingir o bom nome do Benfica, tendo alterado o conteúdo e sentido de várias mensagens.

Para os criminosos, fica a sensação de impunidade, levando-os a acreditar que o crime compensa. Para os demais, fica a constatação de que os responsáveis de comunicação do FC Porto são verdadeiros mestres a distorcer a verdade e em manipular, habilidades que agora foram comprovadas e registradas criminalmente.

 

Advertisement


No fundo, assistimos a mais um episódio degradante na história da maior escumalha do desporto mundial. Agremiação nociva à sociedade. Um clube que de utilidade pública tem zero.

Leia também: Juiz arrasa! “Nos emails Não se retira a prática de qualquer crime”

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
A semana dos recados