Azuistop

Francisco J Marques esqueceu-se de mencionar a Dragon Force no Casa Pia

PUB

Faz todo o sentido o arguido por violência doméstica vir comentar “situações violentas” do trerinador-adjunto do Casa Pia.  Pena não ter falado na Dragon Force do Casa Pia.

 

O arguido por violência doméstica, Francisco J. Marques, recorreu às redes sociais para acusar o treinador-adjunto do Casa Pia, Vasco Matos, de ter sido o causador da confusão entre os dois bancos no jogo deste domingo, no Estádio do Dragão.

Advertisement

“Vasco Matos, treinador-adjunto do Casa Pia, teve ontem um comportamento lamentável no Estádio do Dragão. Este vídeo é elucidativo de quem desafiou quem, de quem pretendeu uma situação de violência, de quem teve de ser permanentemente parado pelos responsáveis do Casa Pia. Conceição respondeu-lhe depois de muitos insultos, que já vinham da primeira volta. Transformá-lo no responsável do que se passou é falso. A situação só normalizou quando Filipe Martins forçou a ida para os balneários do adjunto, tendo feito um gesto, como que a pedir desculpa”.

O arguido fala ainda do Benfica, justificando o gesto do treinador: “Compreende-se que se interprete o gesto de Sérgio Conceição com pagamento, dadas as notícias dos últimos anos e até testemunhos perante as autoridades de subornos pagos pelo Benfica, mas a verdade é que Sérgio só estava a responder ao desafio de Matos para uma espécie de duelo. Esta Rambo do Casa Pia é o braço armado da estrutura do clube, que é patrocinado por uma marca de que Rui Costa chegou a ser proprietário e cujo CEO é filho do presidente do Benfica, Filipe Costa. Paulo Gonçalves, condenado em primeira instância por corrupção, também tem interesses no Casa Pia, através da Profute. Bruno Paixão, antigo árbitro suspeito de receber através do saco azul do Benfica, também está ligado ao clube. É este caldo de cultura que explica que Vasco Matos tenha passado a semana passada a anunciar: ‘Vamos lá acima f.. aqueles filhos da p…’, segundo testemunhos internos, que até relatam faltas de lealdade para com Filipe Martins, o chefe de equipa”

No meio de tanto truncamento o arguido esqueceu-se de falar da Dragon Force Casa Pia. Com tanto testemunho interno, a informação só pode vir da Dragon Force. Porque é que não falou do Casa Pia como tendo ligações ao FC Porto? Não se fala para não estragar a narrativa?

Pub

Será que foi o Vasco Fernandes que lhe disse como promessa que da próxima não fica pregado ao relvado no momento do golo do FC Porto.

Joguem à bola que nem uma parte de jogo util conseguem aguentar.

Leia também: Como ser jogador de futebol no Dragão – Vídeo

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo
Mercado