Azuistop

“Sugeriu-se que o Benfica controlava e mandava na comunicação social”

Site do Porto Canal opta por truncar o depoimento à margem do que fizeram nos e-mails

PUB

O julgamento dos e-mails tem sido marcado por várias declarações das testemunhas e pela maneira que o Porto Canal as tem truncado passando uma ideia completamente diferente do que realmente se tem passado no tribunal.

 

Ricardo Maia, responsável pela comunicação corporativa do Benfica e também testemunha no julgamento do caso dos emails, afirmou esta terça-feira em tribunal que foi divulgado um email que o visava: “Um email meu enviado ao Luís Bernardo, a propósito de uma reportagem sobre a fundação do Benfica, em que eu perguntava: ‘podemos mandar a Bola?’. Sugeriu-se que o Benfica controlava e mandava na comunicação social”, afirmou.

Advertisement

O Porto Canal, através do seu site, optou por truncar novamente a informação dizendo: “Questionado sobre a frase que o implica no caso dos e-mails – “mandar lá a A Bola”, com o intuito de cobrir um evento do interesse do Benfica -, e se isso significava que tinha um ascedente sobre a agenda editorial do jornal, o assessor disse não saber responder. Ricardo Maia reconheceu, no entanto, que o jornal A Bola foi efetivamente cobrir o evento, justificando que “mandar lá” um jornal não é uma expressão corriqueira no mundo da comunicação”.

“A reputação do Benfica foi fortemente lesada e afetada. Este caso afetou a imagem do Benfica perante os adeptos e patrocinadores. Passou a ideia de que éramos um bando de malfeitores, um polvo vermelho… não é fácil ter a nossa vida empresarial e pessoal completamente exposta. Até foram divulgados contactos de telemóvel”, acrescenta Ricardo Maia.

O Porto Canal prefere fazer a notícia assim: “Ricardo Maia reconheceu ainda que foram divulgadas várias práticas a que os patrocinadores não querem estar associados e que essas revelações, a par das buscas, afetaram a reputação do Benfica.”

Tudo o que foi dito em tribunal, foi escrito ao contrário no Porto Canal. Sobre o e-mail em questão, estamos a falar de uma prática normal na comunicação social em que os clubes escolhem ou aceitam a quem dar um exclusivo. Neste caso em concreto estamos a falar de um evento da Fundação Benfica e visa ajudar crianças e famílias.

Pub

É vergonhoso que um canal financiado com dinheiro das autarquias do norte se preste a este serviço miserável que é criar uma realidade alternativa de modo a influenciar a opinião publica.

Já no decorrer do dia de ontem truncaram a informação de que o mail das mensagens tinha sido alterado.

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo
Mercado