Advertisement

Aníbal Pinto usa tática do apito dourado para escapar à prisão

Não interessa defender-se do crime de que é acusado

Aníbal Pinto não fugiu para Vigo mas usou a mesma tática usada no Apito Dourado que safou Pinto da Costa e FC Porto

 

O último dia das alegações finais do julgamento em que Rui Pinto e Aníbal Pinto são arguidos, foi adiado. A defesa de Aníbal Pinto decidiu a última cartada para evitar que o seu cliente fosse condenado por extorsão na forma tentada. Cartada que permitiu safar Pinto da Costa da cadeia e a descida de divisão do FC Porto.

Advertisement

Diz a defesa de Aníbal Pinto que o advogado foi alvo de um ataque informático, lançado pela Doyen e com conhecimento dos inspetores da PJ, tendo sido esse ataque que revelou a identidade de Rui Pinto. Se este ataque for confirmado através da perícia poderá estar em causa uma questão de prova proibida, uma vez que os dados poderão ter sido obtidos de forma ilícita.

Lembra-se das escutas do apito dourado ainda hoje disponíveis no Youtube? Foram consideradas prova proibida, tal como pode acontecer agora.

Para Aníbal Pinto não interessa se cometeu o crime, o que lhe interessa é o buraco na lei que me permite safar do crime de que está a ser acusado.

Leia também: Anibal Pinto ao arriscar prisão aparece com documentos para fazer cair processo

Advertisement

 

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
A semana dos recados