Advertisement

Dias Ferreira admite que o Sporting teve mais ligações ao antigo regime

Hoje é um bom dia para partilhar este vídeo onde o Dias Ferreira admite que o Sporting teve mais ligações ao antigo regime do que qualquer outro clube em Portugal.

É importante reconhecer o papel de cada instituição na construção da nossa democracia.

Benfica, Salazar e o antigo regime:
Teve que deixar o campo em Benfica em 1923 para a construção de uma rua de acesso à antiga Escola do Magistério Primário que só viria a ser uma realidade em… 1992!

Foi expropriado do seu campo das Amoreiras para construção do viaduto de acesso à autoestrada para o Estádio Nacional, tendo então que arrendar o antigo campo do Sporting, no Campo Grande.

Advertisement

Somente 50 anos depois da sua fundação conseguiu (e mesmo assim durante muitos anos a título precário) os terrenos na Luz, onde finalmente pode implantar o seu Estádio.

O Estádio da Luz (Estádio do Sport Lisboa e Benfica apenas foi utilizado pela seleção nacional 17 anos depois da sua inauguração, em 1971, ao invés dos estádios do Sporting, FC Porto e Belenenses, que várias vezes viram neles jogar a seleção nacional. Realmente fomos um clube do regime… realmente fomos.
O antigo campo do Sporting que o Benfica viria a ocupar em 1941 (ficava no topo do Campo Grande), era então conhecido como Campo 28 de Maio, dia comemorativo da revolução que deu origem ao Estado Novo. Mas o Benfica ciente dos significados dessa data e consciente da sua história nunca assim o designou (era, simplesmente, o campo do Campo Grande) como o veio a inaugurar a… 5 de Outubro, data comemorativa da implantação da República e bem pouco do agrado do regime que então dirigia o País!

Mas há mais indícios de como o Benfica não era o clube do Salazar, e até penso que o falecido nem se importava muito com este fenómeno e até era de Belenenses.
Em 1954/55 O Benfica, apesar de se ter sagrado campeão não foi indicado para a Taça Latina porque naquela altura os clubes eram sugeridos pelas entidades nacionais responsáveis e o Benfica, mesmo sendo campeão, foi preterido em favor do belenenses (2º classificado) “más-línguas” garantem que houve uma “mãozinha” de Salazar neste processo, pois as excelentes relações existentes entre ele próprio e alguns dos dirigentes do belenenses, não deixavam antever outro cenário. visto que é do conhecimento geral que nas décadas de 40 e 50, e no início de 60, as direções sportinguistas eram constituídas por gente da Legião Nacional e da UN – Góis Mota, Maia Loureiro entre outros.

Leia também: Rui Oliveira e Costa: ‘O Benfica não era o clube do Regime’

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Botão Voltar ao Topo
A semana dos recados