“Pai do VAR” pago para defender Fontelas Gomes e Tiago Craveiro

Advertisement

Ontem o Conselho de Arbitragem, de forma a conter a contestação sobre os erros de arbitragem que têm prejudicado o Benfica, meteu o “pai do VAR” a defender as decisões tomadas em campo, fazendo passar a mensagem de que as pessoas são burras e eles é que estão certos.

Para salvar a pele do ex-árbitro de futebol de praia e atual presidente do Conselho de Arbitragem, assim como Tiago Craveiro, a FPF pagou ao pai do VER para vir à comunicação social falar de lances e defender os árbitros, segundo as declarações de Marco Pina.

 

 

E não se ficou por aqui.