Azuistop

A SAD que empresta dinheiro ao FC Porto fala de jogo do Benfica

PUB

Ninguém se esquece do dia em que o Portimonense desceu de divisão e aproveitou a situação do Vitória de Setúbal. Ninguém se esquece das investigações a este clube. Ninguém se esquece do empréstimo feito ao FC Porto. Ninguém se esquece das trocas e devoluções de jogadores entre clubes.

Querer comparar o B SAD-Benfica com a poupança de jogadores para o jogo do FC Porto é atirar areia para os olhos das pessoas. Um guarda-redes poupado quando tinha os 4 amarelos desde a 13ª jornada não é normal.

Advertisement

O processo de inquérito não vai dar em nada como sempre e toda a gente sabe disso. Não há coragem.

Eis o comunicado da SAD do Portimonense na íntegra:

«A Portimonense SAD foi hoje confrontada pela comunicação social da eventualidade do Processo de Inquérito n.º 24 ter como objeto o jogo entre a Portimonense SAD e o Futebol Clube do Porto-SAD.

Primeiramente, não foi a Portimonense SAD citada de que o referido processos sobre si impendia, todavia, estranha que a Comunicação Social tenha obtido essa informação de um órgão que se pretende e se diz ser estanque.

Pub

Seguidamente, não se quer crer que no mesmo dia que o futebol português assiste a uma decisão judicial que coloca em dúvida o investimento nas sociedades anónimas desportivas a resposta das entidades desportivas seja o ataque feroz, impiedoso e infundado à Portimonense SAD que fruto de investimento de acionistas cumpre escrupulosamente com as suas obrigações financeiras e tem como prioridade o engrandecimento das instalações de trabalho para a prática do futebol.

Na mesma época desportiva em que foi autorizada uma equipa entrar em campo com nove jogadores e já depois de técnicos manifestarem em conferência de imprensa de antevisão aos jogos que iriam gerir o seu plantel em função do adversário seria idiota intentar à Portimonense SAD um processo de inquérito que coloca em causa a seriedade da equipa técnica, jogadores, dirigentes e administração.

Não podemos acreditar que assim seja, e não poderemos crer que as entidades desportivas – elas próprias – sejam um ator num ataque que procura apenas desestabilizar um grupo de trabalho que está unido e focado em terminar mais uma época desportiva no mais alto escalão português.

Recordemos que a Portimonense SAD não constrói o seu orçamento com base em perdões de dívida, com base em lay-off dos trabalhadores, com base em Processos Especiais de Revitalização, com base em diferimento de dívidas, porém, é sobre esta SAD que incide a atenção das entidades desportivas.

Lamenta-se que assim seja, e se o é, a uma única razão se poderá dever; à incapacidade de lidar com o êxito do investimento estruturado e sustentado no futebol português.

A Portimonense SAD continuará a pugnar pela sustentabilidade e rentabilidade do futebol Português esperando que o amadorismo que impera aprenda ao invés de atacar».

Comentários

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Advertisement
Botão Voltar ao Topo