A imprensa faz hoje notícia de que o Ministério Público requereu que um homem que atirou uma garrafa de água ao árbitro durante um jogo de futebol no campo de Aldão, Guimarães, seja proibido de aceder a recintos desportivos, anunciou a Procuradoria-Geral Distrital do Porto.

Em nota publicada na sua página da Internet, aquela procuradoria acrescenta que o Ministério Público acusou o arguido de ofensas à integridade física qualificada, em concurso aparente com um crime de arremesso de objetos ou produtos líquidos.

Os factos remontam a 12 de janeiro de 2019, no Campo de Futebol Artur Silva, sito em Aldão, no concelho de Guimarães, no decurso de um jogo de futebol a contar para a 1.ª divisão do Campeonato Distrital de Séniores da Associação de Futebol de Braga. “O arguido arremessou uma garrafa de água ao árbitro do jogo, atingindo-o num braço”, refere a acusação.

Eu agora pergunto porque é não vai acontecer nada ao adepto do FC Porto que fez precisamente o mesmo no Portimonense-FC Porto. Basta consultar o relatório do árbitro para contar esse facto uma vez que nada consta no papa de castigos do conselho de Disciplina. Já que a FPF anda mais interessada em recorrer de processos por tarjas do Benfica, resta-nos denunciar mais um caso dos mesmos do costume.

Onde está o comunicado da multa ao FC Porto por arremesso de uma garrafa ao árbitro