O Lyon vai enfrentar nesta fase de grupos da Liga dos Campeões o Zenit São Petersburgo e o RB Leipzig, mas há um duelo que deixou desde logo os responsáveis franceses em alerta, não tanto pela possível dificuldade do mesmo, mas sim pelo receio de que nessa mesma partida o Parc Olympique Lyonnais se tornasse num recinto no qual houvesse nas bancadas mais adeptos adversários… do que franceses. Esse duelo está marcado para 5 de novembro e é diante do Benfica, um clube que tradicionalmente costuma arrastar multidões nestes duelos disputados em França.

Ora, segundo o jornal ’20 Minutes’, havia a forte preocupação para essa possibilidade, especialmente depois do sucedido em 2017, numa eliminatória da Liga Europa na qual o estádio foi composto maioritariamente por adeptos do Besiktas. Uma situação que os responsáveis franceses esperam evitar através da venda de um pacote com acesso aos três jogos da fase de grupo, a partir do qual já foram vendidos 32 mil ingressos. Um número interessante, que no entender dos franceses deverá chegar para impedir a temida situação de ‘território hostil’.

“Estamos atentos à situação do jogo com o Benfica, mas estaríamos mais preocupados se tivéssemos enfrentado o Galatasaray”, admitiu Xavier Pierrot, gerente do Parc Olympique Lyonnais, que mesmo assim apelou aos adeptos para se mobilizarem na aquisição dos ingressos. Pierrot assume ainda que é bem provável que haja até alguns adeptos genuinamente divididos nas bancadas: “Muitos dos nossos sócios terão o seu coração dividido, porque o Benfica é o clube das suas origens”.

De notar que o Parc Olympique Lyonnais tem lotação para cerca de 60 mil espectadores, pelo que os já reservados 32 mil ingressos através do pacote de três jogos servirá para cobrir, em teoria, metade da lotação com fãs afetos ao clube francês.