Liga NOS regressa a 30 de maio

Advertisement

Da reunião de terça-feira em São Bento entre António Costa, os presidentes dos três grandes e os presidentes da FPF e da Liga terá resultado um princípio de entendimento para o regresso da I Liga, porque a vontade de todas as partes envolvidas é essa.

Segundo a Tribuna Expresso, entre as medidas englobadas no pacote de reabertura do país, o Governo decidiu que os desportos coletivos podem voltar a ser disputados nos dias 30 e 31 de maio (sábado e domingo), sensivelmente um mês depois do fim do estado de emergência, a 2 de maio.

Ou seja, o principal campeonato português de futebol terá luz verde para voltar à atividade nessa altura, provavelmente à porta fechada e num número reduzido de estádios onde as condições de acessibilidade e higienização estejam garantidas.

Esta proposta será, ainda, levada na quinta-feira a Conselho de Ministros.

No entretanto, algumas equipa da I Liga já recomeçaram (Braga, Sporting) ou vão recomeçar os treinos (Benfica, no dia 4), pelo que tudo deve ser acelerado de forma aos jogadores se apresentarem com um nível de condição física aceitável.

Por esclarecer está ainda a questão da II Liga; para já, os responsáveis governamentais e futebolísticos estão inclinados em dar esse escalão por cancelado, promovendo os dois primeiros classificados (Nacional e Farense).

O estado do sítio: a II Liga pode não terminar, a I Liga pode regressar em menos estádios, a luta dos clubes “pela sobrevivência” continua
O campeonato das possibilidades: a II Liga pode não terminar, mas os dois classificados podem subir à I Liga e os dois últimos até podem não descer de divisão. A I Liga pode regressar, mas num contexto completamente diferente e em contrarrelógio – e será sempre a DGS a decidir. E alguns clubes podem definhar se o campeonato não for retomado, pois alguns deles dependem 70% das receitas televisivas que deixaram de ser pagas
A retoma dos desportos coletivos está englobada na Fase 3 da reabertura do país. Na fase 1, está contemplado o regresso dos desportos individuais, com balneário fechado. Por outro lado, todos os campeonatos das modalidades de pavilhão foram cancelados.