Luís Filipe Vieria: “Nós não temos receio em ter rivais fortes”

Luís Filipe Vieira sublinhou que ter adversários capazes “engrandece as vitórias” do Benfica. No discurso durante a inauguração da casa do clube em Alcácer do Sal, o presidente encarnado enumerou aquilo que considera os pontos que constituem o padrão de comportamento das aguias ao longo da sua história.

“A cultura do Benfica é trabalhar sempre para ganhar, merecer todas as vitórias e saber ganhar. Trabalhar, merecer e saber ganhar. Assim se constroem os campeões. Mas é igualmente importante destacar que queremos bons e fortes rivais. Bons rivais só engrandecem as nossas vitórias. Nós não temos receio em ter rivais fortes – bem pelo contrário. Rivais fortes, campeonatos competitivos, clubes coesos e bem estruturados é bom para as competições, é bom para todos. E a cultura e o padrão de comportamento do Benfica, ao longo da sua história, tem sido muito trabalho, humildade, exigência, elevado profissionalismo e suar muito as camisolas. Respeitando sempre todos os adversários”, começou por dizer Vieira, passando em seguida para o clássico de daqui a dois dias com o FC Porto, deixando um apelo aos benfiquistas.

“Domingo, estamos todos convocados. Todos convocados, para dar um bom exemplo do futebol como festa, com fair play, mas também como expressão da força do Benfica. Domingo é à Benfica. Trabalhar muito, merecer e saber ganhar. E daqui sai um apelo, para que todos nos mobilizemos para apoiar a nossa equipa nestas cinco finais até final da época. Finais no futebol, mas também, nos jogos decisivos de todas as modalidades”, vincou o líder encarnado.

Obra feita

Vieira voltou a destacar a obra feita no seu consulado e deu particular destaque ao facto de o Estádio da Luz estar totalmente pago. “Este é um tempo de manter um rumo de estabilidade, de credibilidade e de saúde financeira para continuarmos a ter resultados. E por isso é com enorme orgulho que hoje podemos dizer que o Estádio da Luz está integralmente pago e o processo de redução da divida bancária conheceu uma evolução sem paralelo neste ultimo ano com uma redução em cerca de 100 milhões de euros”, lembrou, pedindo ainda que o prestígio do futebol português seja preservado.

“Este é também um tempo que exige de nós, de todos sem exceção, mais do que nunca, um enorme sentido de responsabilidade para contribuir para preservar o bom nome e o prestígio do desporto nacional e do futebol português. Temos que preservar a boa imagem que o nosso futebol e o nosso pais têm a nível internacional”, finalizou.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores

Siga-me no Twitter

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores