Ministério Público recebe queixa anónima sobre um alegado aliciamento a Vagner

O Ministério Público recebeu uma queixa anónima a denunciar um alegado aliciamento a Vagner, guarda-redes do Boavista. Segundo o que o nosso jornal apurou, a participação refere o recebimento aproximado de 150 mil euros em dinheiro, denunciando o empresário Pedro Pinho como o autor do alegado aliciamento.

A queixa indica que o segundo golo do FC Porto foi “oferecido” por Vagner, que na sequência de um pontapé de baliza colocou a bola em Herrera.

O denunciante identifica ainda Pedro Pinho como alguém muito próximo do FC Porto e do seu presidente, Pinto da Costa. Recorde-se que Vagner, guarda-redes dos axadrezados, reagiu nas redes sociais às críticas recebidas pelo lance.

Wagner reagiu às críticas no domingo 

Depois do erro que resultou no segundo golo do FC Porto frente ao Boavista, Vagner foi alvo de críticas. O guarda-redes utilizou as redes sociais para deixar uma resposta aos “comentários de ódio”, em que fala de “integridade e honestidade” e do “caráter profissional”.

O brasileiro ainda agradeceu o apoio de todos os que o defenderam. “Quanto aos factos, digo que cometi um erro durante o jogo, que teve uma consequência com que eu, mais do que qualquer outro, tenho de lidar e assumir como profissional e como pessoa. Quem me conhece, sabe do meu caráter”, desabafou o guardião.

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores

Siga-me no Twitter

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores