O Tribunal do jornal do regime não consegue esconder a vergonha em Braga

«Vimos o Militão, aos nove minutos, a rodar o braço, corta a bola com o braço e é penálti; um golo limpo [do SC Braga] que foi tomado como fora de jogo pelo VAR, depois do árbitro e do assistente terem validado o golo. O que se vê é que o jogador está em linha e não se percebe como é que o CA dá indicações ao VAR para reverter decisões que sejam claramente erradas, o que nem é uma decisão errada; uma mão do Manafá em que não percebo como é que o VAR não vê essa mão, segundo penálti por marcar; uma expulsão do Maxi Pereira por agressão ao Murilo em que o árbitro se demite de o expulsar.

– A deputada Ana Gomes disse ontem que há muitos criminosos infiltrados na justiça, Eu diria que há em muitos mais lugares: no futebol, na arbitragem, no desporto. O que vemos ao longo de uma época e o que vimos hoje é lamentável para o futebol português.», disse António Salvador.

Quando nem o jornal do regime consegue esconder a vergonha que foi ontem, não temos muito mais a dizer. Desde o inicio da temporada que tem sido assim nos jogos do FC Porto. E já nem tentam disfarçar. São erros a mais, decisões em beneficio do mesmo clube a mais e parece que está tudo normal.