Pinto da Costa teve um problema com a vista

Advertisement

Agressão ao repórter da TVI: “Ia para cima e não na direção dos jornalistas. Vi que estavam a filmar e queria saber o que queria, limitei-me, calmamente, a perguntar se havia algum problema. Disseram que não e vim-me embora. Depois vi confusão mais abaixo, verifiquei que era o senhor Pedro Pinho a tentar tirar e a tapar a câmara ao repórter de imagem. A posição do FC Porto em relação a qualquer ato de agressividade, e atenção que não vi nenhuma agressão nem vi nenhuma imagem em que se veja o Pedro Pinho a agredir alguém. O que vi na altura foi ele a querer tirar a máquina e a tapá-la para não deixar filmar. Não vi nenhuma agressão. Mas qualquer ato de violência, rejeito, censuro e não posso tolerar”.

Se tivessem um drone talvez houvessem imagens. Como não há imagens, o presidente do FC Porto tentou ridicularizar a situação.

A entrevista de hoje não foi um pedido de desculpas perante tudo o que se passou. A entrevista de hoje foi para desvalorizar as agressões e puxar o tema arbitragem para os assuntos dos dia.

É vergonhoso o que fez o presidente do FC Porto.