O presidente da UEFA afirmou que o organismo vai pedir ao International Board, que define as leis do jogo no futebol, alguns esclarecimentos sobre a utilização do vídeoárbitro (VAR), sobretudo nos lances de fora de jogo.

“Há algumas coisas que não estão claras e gostaríamos de esclarecer. Por exemplo, as linhas de fora de jogo. É algo que ainda não é claro. Não é claro como são feitas e quem decide”, afirmou Aleksander Ceferin, em conferência de imprensa, após reunião do Comité Executivo da UEFA, em Nyon, na Suíça.

O dirigente esloveno abordou também um lance no jogo entre o Slavia Praga e o Inter Milão (1-3), para a Liga dos Campeões, em que os italianos chegaram ao 2-0, golo que acabou por ser anulado para ser assinalada uma grande penalidade a favor dos checos.

“Devemos tornar a tecnologia mais clara, rápida e menos invasiva. O futebol está a mudar e estamos preocupados que esteja a mudar demais”, referiu Ceferin, acrescentado que espera uma “resposta clara” do International Board, que tem uma reunião agendada para 29 de fevereiro do próximo ano, na Irlanda do Norte.