SAD do Aves não quer que os jogadores treinem nem joguem os últimos dois jogos. Liga reage

Advertisement

Desportivo das Aves e Benfica têm encontro agendado para a próxima terça-feira, pelas 21h15, num duelo relativo à 33.ª e penúltima jornada da Liga portuguesa, mas a partida pode até não se realizar.

Na origem deste cancelamento está uma putativa quebra dos protocolos da equipa minhota.

“Estão a arruinar o clube, que tem uma história bonita. Isto é uma vergonha. Essa senhora (Estrela Costa, acionista) mente com todos dos dentes. É uma falta de respeito, nunca vi isto na minha vida. Isto é gente que não interessa ao futebol. Ela arruina este clube”, acusou António Freitas, presidente do clube, em declarações à Sport TV.

Apesar do treino deste domingo ter sido cancelado os jogadores do Aves reuniram-se nas instalações do complexo desportivo do emblema minhoto, aos quais se juntou o treinador Nuno Manta Santos, numa tentativa de contrariar a decisão da SAD do emblema minhoto, de acordo com informações divulgadas pelo diário O Jogo.

A Liga, em comunicado oficial, já reagiu ao sucedido, sublinhando que já encetou “contactos com diversos elementos da SAD e do clube avense com propósito de inverter esta situação e permitir que jogadores e treinadores realizem o referido encontro”.

Além do cancelamento do treino da manhã deste domingo, foram igualmente cancelados os testes de despistagem à Covid-19, que deveriam acontecer 48 horas antes do jogo.

Comunicado oficial da Liga:

“No seguimento das noticias vindas a público sobre o cancelamento treino do plantel do CD Aves, marcado para este domingo, tendo em conta a preparação do jogo com o SL Benfica, de terça-feira, e a crescente possibilidade da equipa não comparecer no jogo da 33.ª jornada da Liga NOS, a Liga Portugal informa que tem intensificado nas últimas horas os contactos com diversos elementos da SAD e do clube avense com propósito de inverter esta situação e que permitir que jogadores e treinadores realizem o referido encontro.

Ao longo dos últimos dias, o Presidente da Liga, Pedro Proença, e toda a Direção Executiva da Liga Portugal têm acompanhado com extrema preocupação uma situação que representaria uma ataque à integridade da competição com danos não só para o clube como também para a imagem nacional e internacional da Liga Portuguesa, num período em que a Liga NOS tem sido apontada como um exemplo para toda a sociedade, ao longo deste período de retoma.

Desde a passada sexta-feira, a Liga Portugal promoveu diversas reuniões, quer com a administração da SAD como com a Direção do Clube, na busca de plataformas de entendimento que permitam desbloquear a situação atual e a comparência nos últimos dois jogos da Liga NOS.

A Liga Portugal continuará, como até aqui, empenhada na resolução deste processo que acreditamos culminará com uma solução que viabilizará a presença da equipa em campo e a dignificação da competição e do futebol português”.