Aquelas negociatas que ainda estão por explicar e a Liga assobia para o lado

Publicidade

Se não envolve o Benfica então pode seguir. Tivemos o JN a repetir um notícia, vinda de uma denuncia anónima, durante 3 vezes na semana passada enquanto o Portimonense e FC Porto andavam a fazer as famosas negociatas.

Em janeiro o FC Porto precisava de jogadores na equipa principal, o Portimonense que tinha acabado de subir e queria garantir a manutenção, cedeu. Mais tarde, foi buscar o Ewerton. Ambos custaram 10 milhões aos azuis e brancos. Rodiney Sampaio, presidente da SAD do Portimonense, disse que o FC Porto “não tem capacidade financeira para cumprir”, com o que acordou com o emblema algarvio relativamente a compra dos dois jogadores. “O FC Porto não tem condições de fazer os pagamentos em causa [sete milhões por Paulinho e cinco milhões de euros por Ewerton] e por isso exigimos o seu regresso”, disse esta segunda-feira, o dirigente algarvio.

Publicidade

Em vez de fazer queixa à FIFA montou um cenário de modo a ter os jogadores novamente coisa que nenhum clube do mundo fez. Em vez de exigir o dinheiro, foram exigir os jogadores. Uma operação que já foi motivo de queixa e que parece que está congelada. A Liga e a Federação nada fazem, nada questionam e assobiam para o lado. Se fosse o Benfica…

Pub

Subscrever Blog via email

Indique o seu endereço de email para subscrever este site e receber notificações de novos artigos por email.

Junte-se a 1.255 outros subscritores