Depois queixa-se da pirataria fazendo cartas e afins. Nada contra e até é um direito que lhes assiste.

Agora vitoriar-se a libertação de um pirata informático é o quê mesmo? A coerência e a honestidade intelectual não abundam para aqueles lados. Querem que levemos esta gente mais a sério quando? Só mesmo quando fecharem portas.