pintodacosta

Lembram-se daquela pequena noticia que saiu no correio da manhã onde o filho do Pinto da Costa andou à batatada com empresários num hotel e que não foi destaque em lado nenhum?
Esta foi toda a história que ninguém quis publicar e que o Paulo Teixeira decidiu contar.

Muita gente perguntando o que ocorreu na sexta-feira 11 no saguão do hotel Tiara Park Atlantic, na cidade do Porto, após a notícia veiculada pelo jornal Correio da Manhã. Vou contar a minha versão dos fatos. Seguinte:
Peppino Tirri, mandatado pela AS Roma , João José (o Jota), representante de Rolando e eu, uomo-mercato desta operação, traçávamos uma deliciosa feijoada no restaurante Alto Astral, contíguo ao hotel. Na impossibilidade de encontrar o diretor-geral do FC Porto, Antero Henrique, para lhe apresentar a proposta do clube italiano, sugeri ao Jota:
– Já que o presidente Pinto da Costa te disse que ele tomou o comando desta operação e não queria Anteros nela, liga então pra ele.
Jota saiu do restaurante e ligou pro homem.
Voltou lívido.
– Liguei e disse ao presidente que estávamos a almoçar aqui ao lado, que tinha um clube e precisava falar com ele. Ele perguntou qual era o valor da proposta, falei 4 milhões. Ele respondeu que o Rolando só saía por 10.
Fomos para o hotel, Jota e eu sentamos no saguão. Pouco depois, Alexandre Pinto da Costa e seu fiel escudeiro (e sócio) Pedro Pinho, entram e dirigem-se à nossa mesa. Fiquei surpreso. Quem os tinha chamado? A cidade do Porto tem 371 hóteis repertoriados, como souberam que estávamos neste?
Primeira cobrança do fiel escudeiro, dirigida a Jota:
– Porque é que o mandato do Besiktas veio em nome do Paulo Teixeira (efetivamente, no início de junho o clube turco autorizou-me a fechar o Rolando e esse mandato eu havia-o transmitido ao Alexandre).
Explicação dada, dirigi-me ao Alexandre:
– O Peppino tá descendo do quarto.
Segunda cobrança (Alexandre), desta vez dirigida ao Peppino:
– Então tu vens a Portugal e não me dizes nada?????
Resposta do italiano:
– E tu, quando vais a Milão, ligas pra mim? Não vou com a tua cara, és muito arrogante.
A conversa prosseguiu por quase duas horas, versando sobre Antero Henrique e seus supostos negócios paralelos, seu agente de confiança Mohamed Afzal e – muito – sobre o atacante colombiano Jackson Martinez.
Alexandre:
– O Pompeo (empresário do Jackson) não foi sério. Reunimos-nos todos naquela noite (janeiro) no vosso hotel, fechamos um acordo e depois ele foi-se juntar ao Afzal. Mas fiquem a saber de uma coisa. Ele ainda vai ter que vir comer na minha mão, porque o último a assinar a saída do jogador é o meu pai.
Sobre Rolando, disse o Alexandre:
– O jogador faltou ao respeito ao meu pai. Foi-lhe dito que ia ser o capitão, que o clube contava com ele. O Porto queria renovar-lhe o contrato por mais quatro anos, imaginem a comissão.
Resposta do Jota:
– Rolando não faltou ao respeito a ninguém. Teu pai foi educadamente informado que ele não queria ficar mais, que o ciclo dele no clube estava encerrado. Pelos vistos, ninguém o quis ouvir…
Pra fazer a história curta, já em tempo de despedidas.
Alexandre:
– Então digam lá ao Afzal que traga 10 milhões e depois vá resolver com o meu pai.
Afastou-se e voltou, repetindo a mesma coisa. Afastou-se de novo e retornou, dedo em riste, dizendo a mesma coisa.
O sangue subiu, meu fio cruzou, entrei em curto. E falei:
– Olha aqui, Alexandre, tu és um mentiroso do caralho. Em janeiro pediste-me que te trouxesse o agente do Jackson, que tinhas um clube na Inglaterra pra ele. Eu trouxe. Tu tinhas porra nenhuma.
Entrou na dança o fiel escudeiro, empurra pra lá, empurra pra cá. Briga é assim mesmo, se dá e se leva. Solicitei as imagens do circuito interno de segurança, tira-teima.
Mas o pior foi na rua, para onde os arruaceiros foram levados pela segurança do hotel. Enquanto o fiel escudeiro me chamava de ‘preto’ o predador intelectual urlava:
– Na minha cidade???? Eu mando aqui quatro tipos pra acabar com ele.
Consta lá na queixa-crime.

10557757_10204497953508950_3406730857373859607_o

Entretanto, tocou o celular e o Alexandre gritava:
– Pai, não sabes com quem o Jota se meteu. Com uns V-A-G-A-B-U-N-D-O-S!

O caso foi noticia nos principais jornais desportivos e em Portugal apenas o correio da manhã falou sobre tal coisa.

10302014_10204497950108865_4515667552183472610_n

10491991_10204497948508825_4445263482551908857_n

Esta já não é a primeira vez como todos nós sabemos, mas Paulo vai mais longe e decide publicar um artigo referente a 1991 onde aconteceu algo dentro do mesmo contexto e o resultado de ter sido muito falado na imprensa.

10553402_10204498355559001_553261488298967281_n

10537727_10204498352998937_7739335681192548201_n