Depois da Doyen é a vez do “Super Maxi” meter processo ao FC Porto

Advertisement

Maxi Pereira avançou com um processo de execução sobre a SAD do FC Porto. Segundo as informações recolhidas por Record, a ação judicial deu ontem entrada no Juiz 2 do Juízo de Trabalho do Porto, com o uruguaio a reclamar uma dívida total de cerca de 1,25 milhões de euros.

C erca de um ano e meio depois de terminar contrato com os dragões, pondo fim a uma ligação que durou quatro temporadas e que contou com a conquista de um título de campeão nacional, Maxi coloca agora os dragões em tribunal. Até ao momento não se sabe a que se referem os valores, no entanto, face ao facto de o jogador ter deixado o Dragão em fim de contrato e, nesse sentido, não existirem valores devidos relativos a transferências, os 1,25 milhões de euros estarão muito provavelmente relacionados com prémios.

De notar que, já depois de deixar o FC Porto, Maxi Pereira vincou publicamente o seu carinho pelos azuis e brancos, por exemplo, em entrevista ao nosso jornal, e escolheu a Invicta para se radicar após o término da sua carreira.

Este não é, no entanto, o único processo de execução a visar os azuis e brancos nos últimos dias. Na segunda-feira passada a Doyen avançou também com uma ação sobre a SAD, reclamando uma dívida de 1,78 milhões de euros.