Paulinho Santos castigado. Filho do Conceição ainda por castigar

Advertisement

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol puniu Paulinho Santos, treinador adjunto do FC Porto B, com 15 dias de suspensão e 3570 euros de multa. O técnico recebeu ordem de expulsão depois de protestar com a equipa de arbitragem que assinou um penálti a favor do Estoril já nos descontos da partida.

“Saiu da área técnica em direção ao assistente, dizendo ‘És uma vergonha, é um escalo, é um roubo'”, pode ler-se no relatório divulgado esta terça-feira pelo CD.

O encontro entre Estoril e FC Porto B, da jornada 12 da II Liga, terminou com os ânimos bastante quentes. Tudo aconteceu depois de a equipa da casa ter chegado ao empate numa grande penalidade que os dragões contestaram, convertida já à entrada dos dez minutos de compensação.

Depois de André Clóvis converter o castigo máximo, gerou-se uma enorme confusão junto ao bancos, com Paulinho Santos, adjunto de Rui Barros nos dragões, a ser expulso a ser expulso pelo árbitro Carlos Macedo.