Taarabt: “Ele fica mais no chão, pede cartões amarelos ao árbitro”

Advertisement

R – Qual é o rival mais forte para si?

AT – Acho que vai ser o FC Porto. O Sporting está bem, mas acho que o nosso maior rival será o FC Porto.

R – Não acredita que o Sporting seja uma surpresa? Tem quatro pontos de avanço…

AT – Falei com o meu amigo Feddal sobre isso na seleção nacional. Estão bem, mas continuo a achar que o FC Porto vai ser o maior adversário.

R – Quem é o jogador mais difícil em Portugal, aquele que evita enfrentar?

AT – Não sou jogador de evitar ninguém, prefiro que sejam eles a evitar-me a mim [risos]. O duelo com o Otávio é o mais duro. É agressivo, tenta tirar-te do jogo com pequenas faltas. No fim de contas, ele defende o clube dele e eu defendo o meu.

R – Também usa esses truques contra Otávio ou outros jogadores?

AT – Não, jogo com agressividade mas sempre a tentar jogar a bola, nunca para magoar um adversário. Quero ganhar, gosto de ser agressivo e ponto. Ele fica mais no chão, pede cartões amarelos ao árbitro, e eu não faço isso. Nunca pedi a um árbitro para dar amarelo a outro jogador. Não vejo o futebol assim. *