Benfica coloca novo processo ao FC Porto e nega monitorização do telemóvel de Fernando Gomes

Advertisement

Nesta quarta-feira, o diretor de comunicação do FC Porto revelou que tinha na sua posse mails de Carlos Deus Pereira, presidente da Assembleia Geral da Liga dirigidos a Pedro Guerra.

Nesses e-mails encontravam-se anexadas “centenas de mensagens” de texto de Fernando Gomes a que Pedro Guerra, segundo Francisco J. Marques, teve acesso através de Carlos Deus Pereira.

Devido a mais um numero de circo o Benfica, vai interpor um novo processo-crime contra o FC Porto e respetivo diretor de comunicação, Francisco J. Marques, por este ter acusado o clube da Luz de monitorizar e vigiar Fernando Gomes, atual presidente da Federação Portuguesa de Futebol, mas que na altura liderava a Liga de Clubes.

Ora esta acusação por parte do FC Porto dizendo que o Benfica monitorizava o telemóvel do Fernando Gomes é totalmente falsa. Toda a gente sabe que o Fernando Gomes quando saiu da liga entregou o telemóvel e mais tarde, com intuito de expulsar o presidente da FPF, alguém passou para fora as conversas que ele lá tinha. Na altura meia Lisboa andou a partilhar essas conversas.

Para a história fica um crime de difamação do porto.

O que realmente os devia preocupar era isto. As ações a cair a pique.