O Benfiquistão ataca novamente na justiça. Depressão azul e branca lança suspeitas depois dos 7

Advertisement

Em causa está o recurso do processo do caso dos emails em que o FC Porto foi condenado a pagar 2 milhões de euros pela violação de correspondência eletrónica.

O juiz Eduardo Pires do Tribunal da Relação do Porto pediu escusa do processo dos emails por ser um confesso adepto do Benfica.

Já depois de ter sido sorteado para o processo, o juiz foi convidado por um call center a uma visita ao Centro de Estágios do Seixal por ser sócio interrupto há muito anos tal como outros que foram convidados. Desde o ano passado o Benfica tem uma programa de visitas ao Seixal que começou pelos adeptos com mais de 50 anos de sócios e pelo número de antiguidade. Felizmente a transparência é tanta que há relatados de sócios que também foram convidados e nem pertencem ao sector da justiça.

Mas segundo esses aziados o Benfiquistão controla tudo. Tanto que controla, que está tudo bem quando o juiz adepto do FC Porto admite não pedir escusa. Mas já está tudo mal quando o juiz sócio do Benfica pede. Há o problema é o convite à academia por ter mais de 50 anos de sócio? A única coisa que o porto pode convidar é à salinha escura porque academia não tem.