Presidente da mesa da assembleia-geral do Benfica pede a demissão

Advertisement

COMUNICADO

“Nos termos do nº 1 do artigo 45º dos Estatutos do Sport Lisboa e Benfica, venho apresentar a renúncia ao cargo de Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Sport Lisboa e Benfica, solicitando que se proceda à minha substituição imediata, ao abrigo do nº 2 do mesmo artigo.

Faço-o por entender que o artigo 55º, números 3 e 4, me impõe o dever de convocar a reunião extraordinária da Assembleia Geral requerida por um conjunto de 334 sócios, que cumprem as disposições estatutárias previstas para o efeito e representam 11 060 votos.

No exercício do honroso cargo que ocupei desde o dia 29 de outubro de 2020, sempre assumi ser meu dever defender o superior interesse do Benfica e os direitos dos associados, cumprir os estatutos, garantir a solidariedade dos corpos sociais e respeitar a palavra dada.

Por verificar que não conto com o necessário apoio dos corpos sociais, e em particular do Presidente e da Direção, para a convocação da reunião extraordinária da Assembleia Geral, concluo que deixei de reunir essas condições, que considero cumulativas e imprescindíveis”