Enquanto o actual treinador do Benfica prepara o próximo ciclo de jogos de 3 em 3 dias, na imprensa o ataque feroz a Bruno Lage tem tentado dividir os Benfiquistas. Estão no direito de ir na conversa dessa gente e pedir Jorge Jesus que não conseguiu mais do que uma passagem da fase de grupos da Champions em 6 anos. Teve mérito e grandes equipas na Liga Europa mas se andam a pedir devido à champions, Rui Vitória em termos de resultados, conseguiu mais 1ª que Jesus em menos tempo e com um plantel com menor experiência. Mas estão no seu direito, aliás, em 10 anos o Sporting teve 19 treinadores, entre eles, Jorge Jesus. Melhorou?

Não adianta dizer que é uma campanha sem mostrar o que andam a fazer. No Porto Canal o ataque é a Bruno Lage com a celebre teoria de “não queria estar na pele do Lage” numa de criar uma divisão interna levando o mister a desconfiar do que se passa. Já o fizeram com Rui Vitória e já o fizeram no tempo de Jorge Jesus no ano em que o Benfica perdeu tudo em 15 dias.

Na SIC o endeusamento é a Jorge Jesus e o ataque é ao Lage. Que é um treinador pouco ambicioso e que o clube terá uma enorme discussão nos próximos tempos sobre Jorge Jesus.

Na TVI dizem que basta 2 resultados negativos que o treinador fica na corda bamba. Chegam até a dizer que o Lage foi interino até ao fim da temporada e que só renovou depois de ser campeão quando o treinador passou a principal dias depois de ter sido anunciado. Vale tudo para o ataque.

Já na CMTV o nível de ataque é outro. Chega a ser ridículo. 3 dias antes dizem que o treinador vai renovar e que o presidente do clube da luz quer renovar. Deixam passar 3 dias e já dizem que o mesmo presidente não esquece Jorge Jesus.

Vamos continuar a deixar-nos influenciar por esta gente? É que nenhum dos que coloquei aqui é Benfiquista. Nenhum!