Vídeo: Rui Costa ainda conseguiu proibir o Marítimo de usar dupla substituição

Advertisement

Um penalti por assinalar a favor do Marítimo, um golo por invalidar por falta de Danilo e um penalti mal assinalado a favor do FC Porto. O azuis e brancos perderam mas o que se passou passou em campo, deveria envergonhar o conselho de arbitragem. Pior que isso, é haver cartilheiros a queixarem-se de que o FC Porto foi prejudicado.

Mas mais que esses lances, houve uma situação que passou despercebida ao publico em geral. O momento em que o Marítimo ia usar a sua ultima paragem para fazer duas substituições e o árbitro não deixou, impossibilitando os madeirenses de introduzir mais um jogador fresco em campo.

Foi ao minuto 76 e como podemos ver na ficha, era a sua última paragem para poder introduzir dois ou 3 jogadores de uma vez. O treinador optou por 2 jogadores mas o árbitro só deixou 1. Com que autoridade? Isto é grave e ninguém falou. A segunda parte teve 8 minutos de paragens e o árbitro deu 10+1. Até poderia dar 15, o que não pode é proibir uma equipa de realizar as suas substituições.